Publicado em

O preço médio do metro quadrado localizado a até um quilômetro da Estação Moema (Linha 5 – Lilás) é de R$ 11.363. É o valor mais alto entre os terrenos que ficam próximos às estações inauguradas neste ano em São Paulo.

Já o metro quadrado que fica a até um quilômetro da Estação Guarulhos Cecap (Linha 13) tem preço médio de R$ 4.166, o mais baixo da tabela. É o que mostra um levantamento exclusivo realizado pelo Zap.

Mesmo com a abertura das novas paradas, não houve um grande aumento nos preços dos imóveis paulistanos recentemente. “Isso ocorre porque a crise econômica controlou a demanda por esses bens”, afirma Cristiane Crisci, gerente de inteligência de mercado do Zap.

“Nos últimos 12 meses, o preço dos imóveis subiu apenas 1,46% em São Paulo. É uma alta bastante inferior àquelas que víamos antes da recessão”, diz a entrevistada. Entretanto, ela afirma que o metro quadrado próximo aos novos pontos deve ter um avanço superior à média da cidade durante os próximos anos. “A chegada do metrô sempre eleva os preços, é algo natural.”

Além da Estação Moema, também têm preços elevados os entornos das paradas Oscar Freire, da Linha 4 (R$ 11.083), Eucaliptos, da Linha 5 (R$ 10.588), e Higienópolis, da Linha 4 (R$ 9.696).

Entre as regiões com metro quadrado mais barato na cidade, estão as próximas às estações Guarulhos Aeroporto, da Linha 13 (R$ 4.516), Jardim União, da Linha 15 (R$ 4.593), e São Lucas, da Linha 15 (R$ 5.384).

No recorte pelo preço médio da venda dos imóveis, a lista muda pouco. Nos arredores da Estação Moema, o preço dos bens chega a R$ 1,5 milhão, superando as paradas Oscar Freire (R$ 1,4 milhão), Eucaliptos (R$ 1,1 milhão) e Higienópolis (R$ 950 mil).

Segundo Cristiane, a tendência é que o mercado imobiliário paulistano aqueça nos próximos meses, beneficiado pela queda dos juros, a recuperação econômica e o avanço do financiamento da Caixa Econômica Federal.

Verticalização

Perto das estações, 94% dos imóveis residenciais à venda são do tipo apartamento, aponta a pesquisa. O entorno da parada Higienópolis é o mais verticalizado da cidade – 99,7% dos anúncios do site ZAP são de prédios. Em seguida, aparecem as estações Moema (97,7%), Oscar Freire (95,6%) e Eucaliptos (90,7%).

Já as paradas com maior presença de casas são Guarulhos Aeroporto (66,3%), São Lucas (40,5%), Vila Tolstoi, da Linha 15 (38,3%), e Camilo Haddad, da Linha 15 (35,4%).

O estudo aponta ainda que os imóveis de um dormitório estão mais presentes no entorno das linhas Lilás e Amarela, ainda que as estações Moema, Eucaliptos e Oscar Freire tenham alta oferta de bens com quatro dormitórios.