Publicado em

O governador João Doria (PSDB) anunciou na sexta-feira (15) a nomeação de 1.039 policias policiais militares e científicos, remanescentes de concursos públicos anteriores. Além disso, serão investidos aproximadamente R$ 261 milhões para o pagamento de bonificação de policiais e aquisição de 1.736 viaturas para a Polícia Militar.

Conforme comunicado do governo, as viaturas serão adquiridas com investimento de R$ 136 milhões e o pagamento de bonificação tem valor estimado de R$ 125 milhões para cerca de 70 mil policiais civis, militares e técnico-científicos. As novas aquisições fazem parte do investimento previsto para 2019.

As entregas acontecerão até julho deste ano, conforme o governo. Serão 148 bases comunitárias móveis, 300 motocicletas para as Rondas Ostensivas com Apoio de Motocicletas (Rocam), 1.226 para a Força Tática e Radiopatrulha e 62 para o Corpo de Bombeiros.

Já o pagamento de bonificação está relacionado aos resultados do terceiro trimestre de 2018 e serão abarcados policiais que atuam em áreas em que houve redução dos índices de vítimas de letalidade violenta (homicídio doloso e latrocínio), roubo e furto de veículo, além de roubo em geral no trimestre. Desde 2014, quando o programa foi criado com objetivo de premiar o esforço dos policiais na redução de crimes, foram pagos 826,66 mil bônus (R$ 945,5 milhões).

Concurso

Segundo comunicado do governo, entre os profissionais que irão compor a segurança pública em São Paulo, estão 449 policiais técnicos-científicos, sendo 51 médicos legistas, 240 peritos criminais, 128 fotógrafos e 30 desenhistas técnico-periciais. Na Polícia Militar serão incorporados 590 novos soldados de 2° classe.

Ainda de acordo com o governo do Estado, há concursos em andamento para o preenchimento de 2.750 vagas da Polícia Civil. São 250 para delegados, 600 para investigadores, 800 para escrivães, 300 para agentes de telecomunicações, 200 para papiloscopistas, 400 para agentes policiais e 200 para auxiliares de papiloscopistas.