Publicado em

Nesta quarta-feira (18), segundo dia da missão Japão, o governador João Doria, ao lado do vice-presidente da NEC Corporation, Masakazu Yamashina, visitou o showroom de inovação tecnológica da NEC Future Creation Hub, braço da companhia, que atua em tecnologia da informação.

Na ocasião, a delegação paulista conheceu as tecnologias físicas e cibernéticas que serão utilizadas nas Olimpíadas de 2020 e apresentou oportunidades de negócio ligados ao sistema metroferroviário, agronegócio, inovação e educação em São Paulo. “Desde que fui Prefeito, tenho trabalhado para avançar tecnologicamente e trazer o conceito de cidades inteligentes para São Paulo. O objetivo é usar a tecnologia para melhorar a qualidade do serviço público oferecido à população, reduzindo tempo e fraudes no processo”, diz Doria.

No sistema de Metrô e trens da CPTM, o objetivo é implantar a tecnologia de reconhecimento facial, mais segura, rápida e antifraude, sistema que a NEC já domina. “Já está em fase de testes em algumas estações do Metrô. Nosso desejo é avançar nessa tecnologia para todo o sistema metroviário e ferroviário e, depois, para os ônibus metropolitanos, junto com as prefeituras”, explicou o Governador.

Inovação

O Governo de São Paulo também foi buscar parceria com a NEC para a implantação e manutenção do Centro Internacional de Tecnologia e Inovação de São Paulo, em parceria com a Universidade de São Paulo (USP). “Nós o chamamos de Vale do Silício brasileiro, que será instalado na capital, onde hoje está o Ceagesp. A primeira fase já está bem avançada e começa em 2020 na área do Instituto de Pesquisas Tecnológicas, que é do Estado de São Paulo. A segunda fase tem início tão logo consigamos mover o Ceagesp para outra localidade”, afirma.

Com a NEC também foi discutida a criação de uma plataforma tecnológica direcionada para o ensino nas escolas públicas estaduais e técnicas, do Centro Paula Souza. A comitiva paulista apresentou oportunidades de investimento no agronegócio brasileiro, em especial na oferta de mais tecnologia para o homem do campo. A empresa pode contribuir para a Agribusiness Expo.