Publicado em

Estudo anual da Urban Systems, que analisa o potencial de desenvolvimento econômico das cidades, destaca mais uma vez Indaiatuba (SP).

O município é evidência em nível nacional e também na Região Metropolitana de Campinas (RMC), entre os melhores para se fazer negócio: ficou com a 14ª colocação no país e a 2ª colocação na RMC, ficando atrás apenas de Campinas. A avaliação da Urban Systems considera as cidades com as melhores oportunidades para se investir. Em relação a 2017, Indaiatuba subiu 15 posições no ranking, quando ocupava a 29ª colocação.

Levando-se em conta apenas o desenvolvimento econômico, um dos indicadores da pesquisa, Indaiatuba ocupa a segunda posição no país, ficando atrás apenas de Barueri, na Grande São Paulo. No levantamento, que utiliza como base municípios com mais de 100 mil habitantes, são checados 28 indicadores de desenvolvimento social, capital humano, infraestrutura e desenvolvimento econômico. Cada indicador tem um peso conforme sua importância e atualidade.

“Temos investido seriamente em infraestrutura, água, saneamento, educação, saúde, segurança entre tantas outras”, disse o prefeito Nilson Gaspar. “O resultado é que Indaiatuba tem se destacado entre as primeiras do estado e do país em importantes índices de desenvolvimento econômico e social e educação.” Em 2017, lembra, houve a ampliação e abertura de novas unidades de atendimento à população.

Somente em 2017, foram abertas 2.163 estabelecimentos entre novas indústrias, comércios e prestadores de serviços. “Esse é o nosso compromisso, aplicar com responsabilidade o recurso público para cuidar bem da vida das pessoas”, comentou o prefeito.

Indaiatuba também atingiu posição relevante em Infraestrutura, ficando na 19ª colocação. No estudo, a Urban Systems aponta ainda que Indaiatuba registrou crescimento 0,5% nos empregos formais, 3,4% na frota de veículos, 24% nas importações, 7% nas exportações e 23% nas Micro Empresas Individuais.