Publicado em

Depois de visitar a Inglaterra, China e Alemanha em missões empresariais, o governador João Doria (PSDB) está agora no Japão em busca de mais investimentos para o Estado.

O tucano desembarca hoje no arquipélago japonês, onde cumpre agenda até a próxima sexta-feira (20) nas capitais Tóquio e Nagoya. A expectativa é de anúncios de novas oportunidades e negócios com a ampliação de relações comerciais.

Durante a ausência de Doria no Palácio Bandeirantes, que assume é o presidente da Assembleia Legislativa de São Paulo, o deputado Cauê Macris (PSDB).

O presidente da Assembleia é o terceiro na linha de sucessão do governo do Estado. Quem normalmente ocupa o cargo de governador na ausência de Doria é o vice-governador Rodrigo Garcia (DEM), que estava em Singapura desde o dia 11 de setembro e tinha retorno previsto para o último fim de semana.

“É uma missão específica de atração de novos investimentos e geração de empregos”, informou a assessoria de imprensa do governador. “O principal encontro será com a Toyota, que tem duas fábricas no Estado, no qual vamos anunciar um novo investimento, um novo veículo e novos empregos”, acrescentou.

Em 1958, o Estado foi escolhido para sediar a primeira fábrica da Toyota fora do Japão. O último investimento da montadora no Estado ocorreu em 2017, com a instalação do primeiro centro de visitas da empresa no Brasil, na fábrica do ABC: R$ 5 milhões.

Além da Toyota, Yamaha Motor, Sony, Nissan, Mitsubishi e Epson são algumas das empresas japonesas que formam a presença industrial e empresarial no Estado de São Paulo.

Nos últimos 45 anos, o governo de São Paulo já assinou 21 acordos de cooperação com o Japão em setores variados, como segurança pública, meio ambiente, desenvolvimento econômico e educação, segundo informações fornecidas pelo próprio governo.

No Brasil, a comunidade japonesa conta com mais de 1,6 milhão de pessoas. Desses, 1 milhão vivem no Estado. A cidade com o maior número de japoneses fora do Japão é a capital paulista, com mais de 350 mil imigrantes. A comunidade brasileira no território japonês também é significativa. Estima-se que aproximadamente 180 mil brasileiros vivam atualmente no Japão.