Publicado em


SÃO JOSÉ DOS CAMPOS - A história da igreja, cuja construção foi iniciada no século 19, tem toques de mistério.



Os registros históricos mostram que um devoto de São Benedito, o lavador João Ribeiro fazia escavações para reformar um antigo casarão quando descobriu um pote de barro enterrado, cheio de barras de ouro. Agradecido, deu o restante do dinheiro necessário para o termino do templo, findado somente em 1879.



A igreja ainda foi sede provisória da Matriz, que caiu em 1933 até a construção do novo prédio.



Mistério e lendas não faltam nesta igreja feita de taipa de mão. O folclore popular ainda afirma existirem túneis secretos, pessoas enterradas numa das paredes, esconderijos de escravos entre outras.



Ela foi tombada pelo Condephaat em 25 de Julho de 1980. Sofreu várias reformas e pintura da fachada e foi usada como selo comemorativo do aniversário de São José.



Sua preservação se deu pela Lei Municipal n. 3143/86, de 9 de junho de 1986.



Sua programação para maio e junho: 19/5 (sábado) - 19h - Recital Brasilidade, com repertório montado exclusivamente com obras de compositores brasileiros



19/5 (sábado) - 20h30 - Duo Brasileiríssimo, faz uma ponte entre o violão clássico e o violão popular.