Publicado em

Passados nove anos desde a promulgação da Política Nacional de Resíduos Sólidos – que fixou metas e prazos para que municípios brasileiros providenciassem a destinação correta do lixo produzido diariamente –, o País avançou pouco na gestão de lixo, segundo estudo do Sindicato Nacional das Empresas de Limpeza Urbana (Selurb) em parceria com a PwC Brasil.

Dos 3.317 municípios pesquisados, 51% ainda têm lixões e só 3,9% reciclam seus resíduos. O Índice de Sustentabilidade da Limpeza Urbana (Islu) 2019 apontou Santos como uma das cidades que se destacou ao atingir a pontuação 0,743. No Estado, o Islu foi de 0,673 pontos.