Publicado em

Imóveis à venda ou para aluguel localizados próximos de estações de metrô despertam maior interesse dos paulistanos em relação às propriedades mais distantes deste tipo de transporte.

A conclusão é da administradora e imobiliária Lello. Considerando os últimos três meses de 2018, os negócios fechados com venda ou aluguel de casas próximas de linhas de metrô corresponderam a 50% da movimentação da empresa.

“As pessoas querem facilidade para se locomover pela cidade. Quando nos ligam interessadas em determinado imóvel, uma das primeiras perguntas é sempre na questão de localização e proximidades com linhas de metrô”, diz a gerente de marketing da companhia, Elaine Fouto.

Com o crescimento dessa demanda, a empresa lançou um buscador digital, vinculado ao seu site, que mostra locais residenciais e comerciais à venda ou para locação em até um quilômetro de linhas de metrô. O usuário escolhe uma estação e a partir daí a tecnologia oferece as opções de imóveis próximos. A ferramenta permitiu que a Lello fizesse um balanço das áreas mais buscadas por quem quer adquirir uma propriedade. A linha 1-Azul foi a mais procurada com 30% da demanda. As linhas 2-Verde e 4-Amarela atraíram 23% dos interessados cada. A linha 3-Vermelha ficou com 12%, a 5-Lilás com 10% e a 15-Prata com 2%.

Tanto nos imóveis à venda quanto nos disponíveis para locação a estação mais buscada foi a da linha 1-Azul Vila Mariana, na Zona Sul da cidade. A segunda foi a da linha 3-Vermelha Tatuapé, na região Leste.

Segundo Leila, as casas e prédios mais próximos de metrôs têm seus preços mais valorizados em comparação com as propriedades mais distantes. Ela explica que, embora muitos fatores possam contribuir com essa diferença de custos, como bairros e tamanhos de terrenos, os imóveis que são mais perto de estações são de 15% a 20% mais caros.

Essa valorização de preços, no entanto, não assusta os paulistanos interessados em adquirir um imóvel. “As pessoas preferem pagar um pouco mais em locais que ofereçam uma mobilidade maior. Às vezes, ao optar por uma região mais distante, o que elas vão gastar a mais em condução equivale ao custo de uma casa mais perto”, diz.