Publicado em

O vírus mayaro, doença com sintomas bastante semelhantes aos da chikungunya e também transmitida por mosquitos, já circula no interior do Estado de São Paulo.

Pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) de Ribeirão Preto detectaram anticorpos do vírus ao analisarem 5,6 mil amostras de doadores do banco de sangue de São Carlos.

Em 36 amostras, foram encontrados dois tipos de anticorpos para a doença. O vírus é transmitido por um mosquito silvestre e, como a maioria dos doadores não notificou viagens para regiões endêmicas, a conclusão é de que há circulação local do mayaro.

São Paulo é o segundo Estado com possível circulação do mayaro. Recentemente, foi constatada a presença no Rio de Janeiro. O ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, informou que o Ministério vai expedir nota técnica ao sistema de saúde orientando sobre o vírus. "O comportamento de virose é muito similar aos outros, embora com as suas peculiaridades."

O ministro não vê motivo para alarme. "É um vírus muito similar aos da chikungunya, da dengue, da zika, transmitidos pelo Aedes. Não muda nada”, diz. Segundo ele, a preocupação maior será com aquelas doenças que já estão circulando, como dengue. /Agências