Publicado em

A prefeitura de São José dos Campos lança na próxima semana o edital público para contratação de Organização da Sociedade Civil (OSC) que fará um pacote de serviços de administração e gestão do patrimônio arbóreo público. No edital, a contratação pelo período de 36 meses estabelece serviços de avaliação e emissão de laudos sobre a saúde das árvores, bem como o inventário e cadastramento de árvores situadas em vias públicas.

Com isso, se busca ter uma base cientifica e com informações precisas para as atividades de planejamento e gerenciamento do patrimônio arbóreo municipal, o que dará agilidade ao atendimento das solicitações sobre podas e supressão de espécies, além de reduzir os riscos de incidentes que envolvam quedas de árvores. O que tem acontecido com frequência na época das chuvas.

O período para recebimento das propostas vai de 15 de janeiro a 4 de fevereiro. As atividades previstas incluem ações de educação ambiental, mobilização e comunicação junto a sociedade sobre a importância da arboricultura e qualidade de vida.

Esses serviços integram as atividades do Plano Municipal de Arborização Urbana. Sua principal proposta é criar formas modernas de planejamento e gestão das árvores públicas. Pelas estimativas, a cidade possui um patrimônio de 80 mil árvores, porém sem uma distribuição homogênea.

Assim que se detectou problemas como o isolamento das árvores, sem outras nas proximidades, e mesmo a ação depredatória causada por moradores, a prefeitura viu a necessidade de se modernizar os mecanismos de gestão do patrimônio arbóreo.

Essa contratação visa implementar o uso de novas tecnologias e a construção de um cadastramento sistematizado das árvores, além de prever atividades de educação ambiental, eventos para mobilização social e instrumentos de comunicação, nos quais sejam possíveis a criação de vínculos afetivos e de proteção e conservação das árvores em ambiente público.

Segundo a Secretaria de Urbanismo e Sustentabilidade, essa contratação melhorará a prestação de serviços relacionados à arboricultura urbana no município, resultando na melhoria de qualidade de vida ambiental.

Os estudos científicos mostram que a arborização dos bairros é de extrema importância para o equilíbrio ambiental na cidade, pois oferecem sombra, conforto térmico, melhoria na qualidade do ar, interceptação da água da chuva, conservação da umidade e redução da poluição sonora.

Nos últimos dois anos, São José dos Campos teve o plantio de mais de 13.500 mudas de árvores tanto em vias públicas, praças e áreas verdes. Uma porção significativa foi destinada às Áreas de preservação permanente (APP), que ficam em torno de rios e córregos, localizadas dentro da área urbana. Foram destinadas para a preservação de nascentes cerca de duas mil árvores. Neste processo foi priorizado o plantio de espécies nativas variadas.

São José possui um patrimônio arbóreo de mais de 170 mil árvores em parques e áreas verdes no perímetro urbano, só em calçadas são mais de 80 mil. O Plano Municipal de Arborização Urbana é o principal instrumento para o planejamento e gestão da arborização do município. O documento traz as diretrizes para implementar a arborização, indicando espécies mais adequadas para plantio e metas para ampliar a arborização pública. A meta é realizar o plantio de 50 mil árvores nos próximos 12 anos