Publicado em

O Centro de Estudos e Pesquisas Dr. João Amorim (CEJAM), responsável pelo gerenciamento das Unidades Básicas de Saúde (UBSs) da Zona Sul da capital, oferece um programa para auxiliar na inserção de pessoas com deficiência no mercado de trabalho.

A Estratégia Acompanhante de Saúde da Pessoa com Deficiência (APD), desenvolvida em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo, visa estimular a autonomia, independência e socialização, evitando assim situações de abrigamento ou internação de deficientes em situação de fragilidade e vulnerabilidade social.

“O CEJAM está há quatro anos no programa. Temos uma equipe multidisciplinar que coloca o Projeto Terapêutico Singular (PTS) em prática e faz as articulações necessárias”, explicou Melina da Cunha Daniele Siqueira, enfermeira do CEJAM responsável pelo APD.

As UBSs da região do Campo Limpo e Capão Redondo sinalizam a deficiência do paciente, fazem uma avaliação e, dependendo do quadro, encaminham para o APD Jardim Marcelo, onde o programa é executado.

Mercado de trabalho

Desde o estabelecimento federal da Lei das Cotas, em 24 de julho de 1991, toda empresa com 100 ou mais funcionários deve preencher de 2% a 5% de seus cargos com beneficiários reabilitados ou pessoas portadoras de deficiência.

Assim, a equipe do CEJAM que compõe a Estratégia Acompanhante de Saúde da Pessoa com Deficiência faz um treino em domicílio, junto com a família do paciente, além de simular uma entrevista de emprego.

“No dia, acompanhamos o paciente até onde podemos. Algumas empresas deixam a gente entrar na entrevista e outras não”, comentou a enfermeira.

De acordo com Melina, quando o paciente é aprovado, o trabalho continua. Os técnicos ajudam a mostrar como vai ser a função na empresa e também qual é o trajeto para chegar até lá. Além disso, eles mantêm contato com o chefe imediato do novo funcionário.

“Hoje, nós temos umas seis empresas parceiras e inserimos 21 pacientes no mercado de trabalho até agora. Estamos sensibilizando as empresas sobre essas patologias”, acrescentou.