Publicado em

Ribeirão Preto - Os usuários de ônibus e os trabalhadores do transporte coletivo de Ribeirão Preto, depois de 15 anos, voltam a contar com um terminal de ônibus urbano e toda sua infraestrutura na região central da cidade, próximo à estação rodoviária.

A Prefeitura de Ribeirão Preto, por meio da Transerp, empresa que gerencia o trânsito e o transporte urbano, e o Consórcio PróUrbano, entregaram o módulo principal do Terminal Dra. Evangelina de Carvalho Passig, na Avenida Jerônimo Gonçalves.

O terminal já está funcionando desde o dia 16. Ribeirão Preto não conta com um terminal urbano desde a desativação dos terminais Carlos Gomes, em junho de 1999, e do Antônio Achê, em julho de 2000.

"Esse é um dia extremamente importante para usuários de ônibus e funcionários do transporte coletivo. A entrega desse terminal não tem partido político, pois é um bem importantíssimo para a cidade e seus moradores", disse a prefeita Dárcy Vera.

O Terminal Dra. Evangelina de Carvalho Passig integra o novo sistema do transporte coletivo de Ribeirão Preto e consta no contrato de concessão, cujo processo licitatório foi vencido pelo Consórcio PróUrbano.

Diversas ações fazem parte do novo sistema de transporte da cidade que visam à melhoria da qualidade de atendimento ao usuário de ônibus.

O módulo principal do Terminal Dra. Evangelina de Carvalho Passig possui área de 8 mil m², 4 plataformas, 8 pontos de ônibus, para 22 linhas, capacidade para 18 ônibus simultaneamente. Nesse módulo principal devem ser atendidos 30 mil usuários por dia.

Fazem parte das dependências do terminal: sanitários públicos masculino e feminina, fraldário, sala de emissão e recarga de cartões eletrônicos de transporte, sala de espera climatizada, sala do Centro de Controle Operacional (CCO), sala de Circuito Fechado de Televisão (CFTV), sala de segurança/apoio administrativo operacional e refeitório para motoristas, fiscais e demais empregados, lanchonete, paraciclos e pátio para a frota em espera.

O terminal ainda conta com quatro Painéis de Mensagens Variáveis com informação dos horários das linhas em tempo real e o Circuito Fechado de Televisão para garantir a segurança, com 31 câmeras.

Na cobertura foi instalado um sistema para o aproveitamento da água da chuva, água que ficará em um reservatório com capacidade para 108 mil litros de água.

Filtrada e clorada, a água servirá para lavagem das calçadas e pátios. A obra total está avaliada em R$ 8 milhões.

A homenageada, Dra. Evangelina de Carvalho Passig, nasceu no Rio de Janeiro, em 5 de janeiro de 1890. Formou-se em Direito e foi uma das primeiras mulheres a obter o título universitário no Brasil. Em Ribeirão Preto, foi a primeira mulher a ocupar um cargo como vereadora no período de 1952 a 1955. Evangelina fundou o programa "Sopa dos Pobres", para atendimento à população carente na cidade.