Publicado em

A cidade de São Paulo é a única representante brasileira a figurar no top 10 do ranking latino-americano do Global Destination Cities Index, divulgado ontem (25) pela Mastercard. A lista mostra quais foram os destinos que mais receberam turistas e onde mais dinheiro foi movimentado durante o ano passado.

Na oitava posição entre os locais mais visitados, a capital paulista recebeu, principalmente, viajantes de Argentina, Estados Unidos e Chile.

De acordo com o levantamento, 1,92 milhão de turistas vieram a São Paulo no ano passado, movimentando US$ 1,35 bilhão. Líder do ranking, a mexicana Cancun recebeu mais de 6 milhões de visitantes em 2017, o que moveu US$ 5,2 bilhões.

Na tabela dos locais em que maiores quantias foram movimentadas, São Paulo apareceu na nona posição, também sendo a única representante do Brasil na América Latina.

O levantamento trouxe, ainda, a previsão para a trajetória dos gastos dos turistas em 2018. No caso de São Paulo, a Mastercard estima um avanço de 13,13% neste ano, em relação ao ano passado. Para Cancun, foi previsto um aumento de 6,96%.

Presidente do conselho de turismo da FecomercioSP, Mariana Aldrigui concorda com a previsão de crescimento para São Paulo, mas pondera que essa trajetória não deve ser registrada pelo próximo levantamento da Mastercard, que calcula os gastos dos turistas em dólar. “A subida do câmbio deve impedir um avanço nesse tipo de análise, mas a avaliação em reais deve melhorar”, explica a especialista.

Segundo ela, a recuperação da economia brasileira deve favorecer São Paulo, cidade considerada a capital dos negócios na América Latina. “Com a retomada da atividade, o turismo de trabalho começa a ganhar mais força”, indica Mariana.

Melhores colocadas

As dez cidades latino-americanas mais visitadas no ano passado, segundo a Mastercard, foram: Cancun, Punta Cana (República Dominicana), Cidade do México, Riviera Maya (México), Lima (Peru), Santiago (Chile), Buenos Aires (Argentina) São Paulo, Cidade do Panamá (Panamá) e Cusco (Peru).

Já os destinos com maior movimentação de dinheiro em 2017 foram: Cancun, Punta Cana, Riviera Maya, Cidade do Panamá, Santiago, Cidade do México, Buenos Aires, Lima, São Paulo e Los Cabos (México).

Sobre a ausência de outras cidades brasileiras no ranking deste ano, Mariana afirma que a “degradação internacional” da imagem do Rio de Janeiro é um dos principais motivos para a queda no número de turistas.