Publicado em

Com o objetivo de capacitar gestores públicos e também do setor privado para melhorar as ações de fomento ao turismo nos municípios paulistas, o Serviço Nacional de Aprendizagem Comercial (Senac) vai iniciar um projeto piloto em Brotas, no interior do Estado.

A escolha do município para ser o primeiro a receber a iniciativa ocorreu porque a cidade tem investido bastante no desenvolvimento do setor turístico, segundo o coordenador do Programa Senac de Regionalização e Desenvolvimento do Turismo, Jorge Duarte.

“Devido a grande atividade rural, os jovens de Brotas começaram a buscar outras regiões para viver. Então os moradores tiveram que buscar uma forma de tornar a cidade atrativa e começaram a olhar para o turismo”, afirma Duarte.

Ele explica que, com o tempo, o município começou a explorar os recursos naturais em favor do turismo e depois expandiu para a promoção de esportes radicais. As ações reacenderam os ânimos dos cidadãos e o interesse de comerciantes na cidade, que hoje é uma estância turística.

O objetivo do programa é oferecer espaços de diálogos entre os gestores públicos (representados pelas secretarias municipais de turismo) e empresários do setor, como os de hospedagem e de restaurantes. Isso, segundo Duarte, ajudaria a solucionar o principal entrave do turismo paulista que é a falta de comunicação entre as diferentes pontas e interesses que formam o segmento.

A constatação surgiu após o Senac realizar um levantamento com 115 municípios sobre as ações que cada cidade estava tomando em relação à promoção do turismo. Os melhores indicadores da pesquisa – que ainda não foi divulgada – foram apresentados por Brotas.

Pelo menos uma vez por mês a iniciativa vai promover fóruns com os diferentes interessados no turismo das cidades, explica Duarte. “Os temas de cada reunião ainda não foram definidos, mas devem ser embasados nos indicadores da nossa pesquisa. Pensamos em dividir os participantes em grupos e cada um ficar responsável por definir uma solução para um determinado problema”, afirma.

O diretor do programa diz que, para 2019, a intenção é consolidar uma metodologia que guie os fóruns e se adaptar conforme a dinâmica observada em Brotas. Para o próximo ano, ele espera que a iniciativa possa alcançar mais três municípios.