Publicado em

O Sesc vai inaugurar uma nova unidade em Guarulhos no dia 11 de maio. O espaço, além de fomentar a cultura e a prática de esportes, promete revitalizar toda a região em torno do bairro Jardim Flor do Campo, alavancando o comércio local e melhorando a relação dos cidadãos com o ambiente urbano.

A análise é do diretor regional do Sesc São Paulo, Danilo Santos de Miranda. Segundo ele, entre os motivos de incluir Guarulhos no plano de expansão está o fato de a cidade ser a segunda mais populosa da região metropolitana de São Paulo, com cerca de 1,3 milhão de pessoas, e a forte demanda de trabalhadores na cidade.

Em relação à revitalização da região, Miranda explica que, com a expectativa de receber cerca de 4 mil pessoas por dia, a nova unidade deve ajudar os comerciantes locais a ter maior movimentação e, além disso, deve atrair mais estabelecimentos para o entorno, como restaurantes.

“Essas mudanças ao entorno aconteceram na maior parte das unidades do Sesc, como a do Belenzinho, que é a sede, Pompeia e Bom Retiro, na capital”, diz.

Além disso, o diretor regional acredita que o novo local, na rua Guilherme Lino dos Santos, vai colocar Guarulhos como uma alternativa de lazer não só para os moradores da cidade, que não vão mais precisar se deslocar para outras unidades, mas também para as pessoas que residem em localidades próximas.

“As pessoas vão passar a frequentar Guarulhos de uma forma mais qualificada, ou seja, não vão estar somente de passagem. Elas vão realizar atividades, o que denota uma relação mais estreita com a região”, afirma.

Miranda explica que, embora o Sesc seja uma instituição privada, tem o caráter público, atraindo o maior número de pessoas independentemente de classe social. A prioridade, porém, ainda é para os trabalhadores da área de comércio, serviços e turismo, setores que ajudam a manter a iniciativa.

Estrutura

O Sesc Guarulhos terá uma área construída de aproximadamente 34.000 m². Entre os espaços oferecidos pela unidade estão um teatro com 349 lugares, um ginásio poliesportivo e um campo de futebol.

O estabelecimento também vai oferecer quadra de tênis, centro de educação ambiental, biblioteca, centro de música, área de exposição, espaço de brincar, sala de ginástica, espaço de tecnologias e artes e um conjunto aquático com piscina semiolímpica coberta e recreativas descobertas. O centro sociocultural vai incluir uma clínica odontológica no local, onde todos os credenciados poderão ser atendidos.

Além da cidade de Guarulhos, Miranda afirma que a região do ABC também está na mira do plano de expansão. Segundo ele, o Sesc já iniciou a construção de uma unidade em Franca, interior paulista, e projeta reformar suas unidades provisórias no Parque Dom Pedro e Campo Limpo.