Publicado em

A SPTrans afirmou, em nota enviada para o DCI, que o reajuste na tarifa dos transportes públicos “é necessário para adequar a receita ao custo do sistema”.

De acordo com o órgão municipal ,o preço das passagens não foi alterado em 2017 “graças a um esforço conjunto da Prefeitura e do Governo do Estado, para não impactar no orçamento dos cidadãos que dependem do transporte público”.

Sobre a mudança atual, a SPTrans disse que o aumento de 5,26% no preço das passagens está abaixo da inflação acumulada desde o último reajuste, em janeiro de 2016. “Caso fosse aplicada toda a inflação do período, o transporte passaria a custar R$ 4,12 aos usuários.”

No começo desta semana, as passagens de ônibus e metrô subiram de R$ 3,80 para R$ 4,00 em São Paulo. Já a integração entre os dois meios de transporte passou de R$ 6,80 para R$ 6,96.

Contrários ao aumento da tarifa, o Movimento Passe Livre (MPL) e outras organizações marcaram para ontem à tarde um protesto no Centro da cidade. / Da Redação