Publicado em

O Programa Cidades Sustentáveis, realizado pela Rede Nossa São Paulo, Rede Social Brasileira por Cidades Justas e Sustentáveis e Instituto Ethos, lançou uma campanha que visa comprometer os candidatos às eleições com a agenda de desenvolvimento sustentável.

Com o slogan “ou você recicla suas ideias ou reciclamos nossos votos”, a iniciativa pretende mobilizar e sensibilizar candidatos, tanto para os cargos em disputa no Poder Executivo quanto no Legislativo, em relação a temas alinhados aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da Organização das Nações Unidas (ONU).

“A Agenda 2030 só será cumprida de fato se todos contribuírem. Enquanto sociedade civil, estamos fazendo nossa parte e estamos apresentando ferramentas para o poder público avançar nesse quesito”, disse a coordenadora do Programa Cidades Sustentáveis, Zuleica Goulart.

Os candidatos que assinarem afirmam que estão de acordo com adotar as diretrizes dos 12 eixos temáticos do Programa Cidades Sustentáveis como norteadores de seu mandato.

A campanha aborda principalmente o combate às desigualdades, a promoção dos direitos humanos, a participação social, o respeito ao meio ambiente e a transparência na gestão pública, além de definir compromissos com o Plano de Metas, a Lei de Acesso à Informação (LAI) e a Parceria para Governo Aberto.

“O plano de metas, que foi aprovado e aqui em São Paulo já é uma realidade, serve também para dar mais transparência para que a sociedade veja quais são os avanços ou não daquela gestão”, comentou Goulart.

Comprometimento

Cada cargo tem uma carta-compromisso específica, feita de acordo com as atribuições do ofício. Para selar o compromisso, é necessário preencher um formulário online disponível no site www.cidadessustentaveis.org.br, digitalizar a carta assinada e enviá-la para o Programa Cidades Sustentáveis.

Ao assinar, o candidato mostra que compactua com questões de preservação do planeta e também com demandas importantes da sociedade civil.

De acordo com a coordenadora, a expectativa sobre a campanha é boa. “Começamos a mobilização essa semana, mas temos sucesso com alguns partidos políticos. E existe uma demanda, porque fomos procurados por coordenadores de campanha antes”, afirmou.

Até o fechamento desta edição, somente quatro pessoas haviam assinado o documento, sendo apenas um deles do Estado de São Paulo, o candidato ao cargo de senador, o educador Daniel Cara, pelo PSOL.