Publicado em

RIBEIRÃO PRETO - A Vinci Partners, gestora de recursos do ex-banqueiro Gilberto Sayão, fechou a compra de 100% do Banco Ribeirão Preto, até então controlado por Adriano Coselli.
O negócio está em fase de avaliação pelo Banco Central, mas o contrato de venda entre o novo e o controlador anterior, Adriano Coselli, foi assinado no começo de outubro, segundo o economista Nelson Rocha Augusto, presidente do BRP. "O banco segue sua normalidade", afirma Augusto, que continua na presidência da instituição, que possui cerca de 400 clientes. "Estamos fazendo uma troca societária para continuar o projeto do banco de ajudar o desenvolvimento regional".
Desde 2010, Augusto é acionista da Vinci e administra o escritório da gestora de recursos em Ribeirão Preto. "Sou responsável pela área de fusões e aquisições e, na gestora, pelo lado macroeconômico", explica.
Segundo ele, o cliente do banco ganha com a troca do controle acionário. "O projeto do banco continua claramente posicionado, como instituição regional, mas agora a clientela terá um leque de produtos maior para ser trabalhado, afinal a Vinci possui uma carteira de R$ 15 bilhões."
A assessoria da Vinci Partners informa que a empresa só vai se pronunciar após a aprovação do Banco Central.
A Vinci Partners é uma empresa independente com atuação especializada em serviços de gestão de investimentos alternativos e assessoria financeira, com o objetivo de gerar valor no longo prazo para seus investidores e clientes.