Publicado em

A retomada do ciclo de grandes investimentos no setor de shopping centers, com a aceleração no ritmo de inauguração de novas unidades, só deve ocorrer a partir de 2020. Até lá, o setor ainda deve atravessar um movimento de fusão e aquisição entre grandes grupos, visando melhorar a rentabilidade.

A estimativa é do presidente da Associação Brasileira de Shopping Centers (Abrasce), Glauco Humai. "Eu acredito que 2019 vai ser um ano marcado pela consolidação no setor", comentou, durante coletiva de imprensa, citando notícias recentes sobre negociações em andamento para fusões entre Aliansce e Sonae Sierra Brasil, e entre a BRMalls (maior grupo do setor) e a Almeida Junior. "Acho que alguma coisa grande vai acontecer neste ano", afirmou, ponderando tratar-se de uma estimativa, sem informações concretas sobre o status dessas negociações.

Humai disse ainda que um novo ciclo de investimentos com aceleração na abertura de novos shoppings só virá só a partir de 2020. Neste momento, o "plano A" dos empreendedores é a expansão das unidades que já estão em funcionamento, mostrando bons resultados.