Publicado em

O plenário da Câmara rejeitou o destaque do PT que tentou retirar do texto da MP da Liberdade Econômica compensação do trabalho realizado no domingo ou pagamento em dobro para quem tirar folga em outro dia da semana. Foram 274 votos contra e 153 a favor.

Agora, está em analise outro destaque do PT. Este quer retirar do texto a possibilidade de registro de ponto por exceção, ou seja, o trabalhador só tem que bater o ponto quando entrar ou sair fora de seu horário regular.

Depois, há ainda dois outros destaques na fila que precisaram ser analisados um a um.