Publicado em

A maior confiança na articulação do governo e na aprovação da reforma da Previdência dentro do cronograma esperado pode trazer maiores movimentações à Bolsa. Ações do setor financeiro estão entre as mais recomendadas para junho pelas corretoras.

Dentre as sete carteiras avaliadas (Coinvalores, Guide, Genial, Planner, SVN e Terra Investimentos), os papéis do Bradesco, da B3 e do Banco do Brasil estão entre os mais citados (quatro menções cada), junto às ações da Petrobras e da siderúrgica Gerdau.

De acordo com o analista-chefe da Necton, Glauco Legat, apesar de as manifestações relacionadas à educação e do noticiário voltado para a investigação de Flávio Bolsonaro, filho do presidente Jair Bolsonaro, os investidores estão mais otimistas para este mês.

“O que ajudou nessa percepção mais favorável foi ver que a reforma da Previdência começa a ser colocada como algo mais institucionalizado e que o governo começa a se articular um pouco melhor. O cenário ainda é relativamente instável, mas o otimismo é crescente”, avalia o executivo.

As ações priorizadas são as que se beneficiariam da aprovação da Previdência e da retomada da economia. “As análises contam com a passagem da reforma e as carteiras mais divididas trazem perspectivas melhores”, afirma o assessor de investimentos da SVN Investimentos, Angelo José.

Ele reitera, porém, que ainda é necessário “ficar de olho no cenário internacional”. “Algumas empresas que são mais relacionadas ao mercado externo podem sofrer mais, como aquelas ligadas à commodities ou que possuem dívidas em dólar”, completa José.

Para o analista da Genial Investimentos, Filipe Villegas, o exterior continua como ponto de interrogação tanto em relação à desaceleração da economia global quanto à guerra comercial entre EUA e China.

“O investidor continuará monitorando o cenário internacional e a reforma da Previdência, mas os avanços dentro do cronograma de passar nos próximos dois meses, tende a animar”, conclui o especialista. Outros papéis citados são Braskem, Cosan, Itaúsa, Localiza, Pão de Açúcar, Rumo, Vale e Tim Participações.

Baixa Liquidez

Outras posições também mencionadas foram ações small caps – ações de empresas de menor porte e liquidez. “São empresas que dada a melhora do otimismo, podem ter papéis com rentabilidade acima da média”, comenta Villegas.

A cotação do Índice Small Cap (SMLL) na B3 está na maior pontuação da série histórica, aos 1.963,16 pontos.