Publicado em

A 6ª Rodada de Partilha foi iniciada na manhã desta quinta-feira, 7, no Rio. Nesse leilão, vão ser oferecidas cinco áreas de pré-sal - quatro delas em Santos e uma em Campos. A primeira a ser leiloada será a de Aram. A expectativa é que seja um sucesso, antecipou o diretor-geral da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis, Décio Oddone.

Já o ministro de Minas e Energia, Bento Albuquerque, ao entrar no hotel onde acontecerá a licitação, disse que espera mais competição do que ontem. Nessa quarta-feira, o resultado do megaleilão frustrou, por conta da ausência das grandes petroleiras estrangeiras e do predomínio da Petrobras.

No leilão de hoje, a estatal exerceu o direito de preferência, que garante a participação mínima de 30% e a operação dos projetos nos blocos de Aram, Norte de Brava e Sudoeste de Sagitário. Além desses, vão ser licitados Cruzeiro do Sul e Bumerangue, ambos na Bacia de Campos. Mas para estas duas áreas a Petrobras não manifestou interesse em controlar os ativos. Ainda assim tem liberdade para concorrer por eles.