Publicado em

FRANKFURT (Reuters) - As guerras comerciais prejudicam a economia global, produzem apenas perdedores e são ineficientes em reduzir os desequilíbrios em conta corrente, disse o presidente do banco central alemão, Jeans Weidmann, nesta quinta-feira.

Os Estados Unidos intensificaram a pressão sobre a China nesta semana ao impor um novo conjunto de tarifas aos produtos chineses, mas notícias sugerem que o governo norte-americano deve adiar a decisão sobre a imposição de tarifas sobre carros, o que pode impactar seu relacionamento com a Alemanha, a maior produtora de automóveis da Europa.

Weidmann, candidato a suceder Mario Draghi como presidente do Banco Central Europeu (BCE) no final deste ano, acrescentou que as novas tarifas colocam a economia dos EUA em risco.

"As tarifas de retaliação de outros países provavelmente enfraquecerão ainda mais a economia global e o comércio mundial. As guerras comerciais só possuem perdedores", acrescentou.

 

(Por Balazs Koranyi)