Publicado em

Por Peter Frontini

SÃO PAULO (Reuters) - O Ibovespa fechou em alta nesta segunda-feira, com as ações da Ambev e da Petrobras entre os principais suportes, enquanto o mercado permanece na expectativa de decisões de política monetária no Brasil e nos Estados Unidos nesta semana, tendo a temporada de resultados de pano de fundo.

O Ibovespa subiu 0,65%, a 103.482,63 pontos. O volume financeiro somou 12,4 bilhões de reais.

"Todo mundo está aguardando a quarta-feira, esperando uma decisão mais forte dos bancos centrais", afirmou o economista Victor Beyruti, da Guide Investimentos.

Tanto no Brasil como nos Estados Unidos, as respectivas autoridades monetárias anunciam decisões de juros no próximo dia 31, com o mercado esperando cortes em ambos os casos e atento aos sinais sobre os próximos passos, em meio a uma economia em desaceleração nos EUA e ainda rastejante no Brasil.

A cena corporativa também tem ocupado as atenções no pregão brasileiro, particularmente a temporada de balanços trimestrais, que nesta sessão reserva os números trimestrais do Itaú Unibanco e da administradora de shopping centers Multiplan, após o fechamento da bolsa.

 

DESTAQUES

- AMBEV avançou 3,5%, fechando a terceira sessão seguida de forte alta após divulgação do balanço trimestral, acumulando no período valorização de cerca de 14%.

 

- PETROBRAS PN subiu 0,9%, em sessão de alta dos preços do petróleo no exterior. A Petrobras também assinou contrato de afretamento por dois anos de uma sonda de perfuração da Ocyan, antes chamada Odebrecht Óleo e Gás, disse o presidente da fornecedora à Reuters, no primeiro acordo entre ambas desde a deflagração da operação Lava Jato.

 

- ITAÚ UNIBANCO PN subiu 0,4% antes do balanço trimestral, que deve mostrar lucro líquido de 6,977 bilhões de reais, segundo média de projeções compiladas pela Refinitiv. BRADESCO PN caiu 0,2%.

 

- BRMALLS avançou 4,7%, liderando altas de ações de shoppings, após divulgar que está negociando a venda de sua participação integral em sete shopping centers.

 

- BRASKEM cedeu 2%, tendo de pano de fundo nesta sessão relatório do Morgan Stanley retomando a cobertura da ação com recomendação 'underweight'.

 

- HYPERA subiu 5,1%, após lucro maior no segundo trimestre, beneficiado pelo pagamento menor de impostos.

 

- BANCO DO BRASIL avançou 0,9%. O conselho de administração do BB aprovou ações para uma reorganização institucional a serem implementadas neste segundo semestre, incluindo programa de demissão voluntária.

 

- VALE teve oscilação positiva de 0,06%, mesmo com os futuros do minério de ferro na China avançando levemente nesta segunda-feira.

 

(Edição Paula Arend Laier)