Publicado em

Por Sruthi Shankar e Medha Singh

(Reuters) - Os índices acionários europeus encerraram próximos à máxima de duas semanas nesta quarta-feira, com queda nas ações de commodities compensando os ganhos nas ações das fabricantes de chips e automóveis antes da tão esperada reunião do Banco Central Europeu.

O índice FTSEurofirst 300 caiu 0,03%, a 1.540 pontos, enquanto o índice pan-europeu STOXX 600 ganhou 0,05%, a 392 pontos.

O índice de ações da zona do euro, no entanto, subiu 0,2%, com o otimismo em torno das negociações comerciais entre Estados Unidos e China ajudando os setores sensíveis ao comércio, incluindo automóveis e tecnologia, somando-se aos resultados favoráveis da Texas Instruments.

As fabricantes europeias de chips ASM International, Infineon Technologies e Siltronic ganharam entre 2,3% e 6,5%.[

A Daimler subiu 2,5% depois de dizer que irá intensificar cortes de custos depois de reportar uma perda trimestral.

Operadores afirmam que o próximo grande movimento do mercado pode depender da força do sinal que o BCE dará na quinta-feira sobre o apoio ao crescimento, e a resposta do Federal Reserve dos EUA uma semana depois.

"Há uma sensação de que tudo depende dos bancos centrais e que eles têm que satisfazer os mercados", disse Craig Erlam, analista sênior de mercado da Oanda.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 0,73%, a 7.501 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX subiu 0,26%, a 12.522 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 0,22%, a 5.605 pontos.

Em MILÃO, o índice Ftse/Mib teve valorização de 0,57%, a 22.080 pontos.

Em MADRI, o índice Ibex-35 registrou alta de 0,52%, a 9.329 pontos.

Em LISBOA, o índice PSI20 desvalorizou-se 0,23%, a 5.203 pontos.