Publicado em

A inflação de serviços acelerou de 0,34% em junho para 0,46% em julho, dentro do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), informou nesta quinta-feira, 8, o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). "Foi por conta das passagens aéreas", justificou Fernando Gonçalves, gerente no Sistema Nacional de Índices de Preços do IBGE.

As passagens aéreas aumentaram 18,63% em julho. Apesar da pressão, a taxa de inflação de serviços acumulada em 12 meses arrefeceu de uma alta de 3,96% em junho para aumento de 3,73% em julho.

A inflação de bens e serviços monitorados pelo governo também acelerou na passagem de junho para julho, de um recuo de 0,19% para avanço de 0,40%.

"Monitorados sofreram influência da energia elétrica", apontou Gonçalves.

A conta de luz ficou 4,48% mais cara em julho.

A taxa de inflação de bens e serviços monitorados pelo governo acumulada em 12 meses passou de 3,75% em junho para 3,24% em julho.