Publicado em

BRASÍLIA (Reuters) - O Ministério da Economia previu nesta quinta-feira uma economia de 1,237 trilhão de reais em dez anos com a Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que altera as regras para aposentadorias, elevação de 15 por cento sobre o patamar de 1,072 trilhão de reais divulgado na apresentação do texto, em fevereiro.

No detalhamento do impacto fiscal das alterações, a pasta projetou uma economia de 169,4 bilhões de reais com a restrição ao abono salarial e de 34,8 bilhões de reais com as modificações propostas para o Benefício de Prestação Continuada (BPC).

Já para as mudanças na aposentadoria rural a economia foi estimada em 92,4 bilhões de reais.

 

(Por Marcela Ayres)