Publicado em

A fintech Nubank, conhecida pelos seus cartões de cor roxa, realizou a captação de R$ 500 milhões por meio de um Fundo de Investimentos em Direitos Creditórios (Fidc).

O montante será utilizado para financiar o portfólio de recebíveis de cartão de crédito da empresa. As cotas do fundo terão prazo total de 3 anos, sendo 18 meses de carência, seguidos de 18 amortizações mensais.

Segundo a empresa, a demanda foi duas vezes e meia maior do que o volume ofertado. "Na nossa primeira captação por FIDC, tínhamos 3 milhões de clientes. Hoje, já são mais de 6 milhões. A diversificação das nossas fontes de financiamentos é muito importante para continuarmos com nosso crescimento”, afirmou, por nota, o chefe da área financeira do Nubank, Gabriel Silva.

Em dezembro de 2017, a fintech já havia captado R$ 250 milhões por meio de Fidc. Ambas as emissões contam com o rating 'brAAA (sf)' para as cotas seniores, atribuído pela Standard & Poor's.

A startup financeira, fundada em 2013, também já arrecadou US$ 420 milhões em um total de sete rodadas de investimento com grandes fundos.

Entre estes investidores estão o Sequoia Capital, Kaszek Ventures, Tiger Global Management, QED, Founders Fund, DST Global, Redpoint Ventures, Ribbit Capital, Dragoneer Investment Group, Thrive Capital e Tencent.

Nesta captação de R$ 500 milhões, a XP foi a coordenadora líder e o Banco Votorantim atuou como coordenador. Atualmente, a empresa do colombiano David Velez está avaliada em, aproximadamente R$ 15 bilhões.