Publicado em

O diretor de Política Econômica do Banco Central (BC), Carlos Viana, disse ontem que "pode, sim, haver" janela na qual economias centrais sigam com crescimento relevante e sem pressões inflacionárias, o que seria o "melhor dos cenários".

Ele alertou, entretanto, que episódios assim em estágios avançados de ciclo econômico são "relativamente raros"."Por isso temos enfatizado riscos de desaceleração mais forte (na economia mundial), e alguns preços de mercado parecem embutir essa possibilidade de forma clara", afirmou Carlos Viana em evento do Itaú Unibanco, realizado ontem, em São Paulo.

Carlos Viana reiterou que o câmbio no Brasil é "flutuante" e que o papel do Banco Central é garantir que o mercado cambial esteja funcionando a contento, que os preços reflitam os fundamentos da economia. /Reuters