Publicado em

Atualizado em

A Superintendência de Seguros Privados (Susep) sinalizou a intenção de sugerir ao Congresso a privatização do seguro desemprego.

A ideia foi trazida hoje, pela superintendente do órgão, Solange Vieira, como uma das medidas de desenvolvimento e crescimento do mercado segurador, bem como uma maneira de desonerar o Estado.

"Estamos falando de cerca de 1% do PIB [Produto Interno Bruto] e de uma gestão que certamente poderia ser mais eficiente do que a do governo, que já está estrangulado", disse a executiva.

Solange destacou ainda que o setor securitário também pode ser visto como um "instrumento de política pública".

"Na medida que nós não funcionamos, o setor público se sobrecarrega e a demanda sobre ele aumenta. Isso acontece em previdência, em saúde. Temos muitos produtos na área pública nos quais podemos trabalhar e o seguro desemprego é um deles. Tanto para desonerar o governo como para trazer um maior bem estar social", acrescentou.

A medida viria em linha com a proposta da nova gestão de superintendência, que pretende promover disrupção, inclusão social, tecnologia e crescimento ao mercado segurador.

*Repórter viajou a convite da Cnseg

Leia mais em:

Susep pretende mudar estrutura do DPVAT até o final deste ano

Sandbox regulatório da Susep sairá nos próximos 30 dias

Projeto de lei que criará ASCP sairá ainda neste mês