Publicado em

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta quinta em sua conta no Twitter que a declaração conjunta divulgada em março com o presidente Jair Bolsonaro deixa "absolutamente claro" que ele apoia o início do processo pelo Brasil para se tornar um membro integral da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE).

"Os EUA mantêm aquela declaração e mantêm seu apoio a Jair Bolsonaro", escreveu Trump. Ele também chama de "fake news" um artigo da Bloomberg a que remete em seu tuíte com o título "EUA rejeitam tentativa do Brasil na OCDE após endossá-la publicamente".

O secretário de Estado americano, Mike Pompeo, afirmou em comunicado que, "ao contrário dos relatos na mídia", os Estados Unidos "apoiam integralmente" o início do processo pelo Brasil para se tornar um membro integral da Organização para Cooperação e Desenvolvimento Econômico (OCDE). "Somos apoiadores entusiastas da entrada do Brasil nesta importante instituição e os Estados Unidos farão um grande esforço para apoiar a acessão do Brasil."

Além de fazer referência à declaração conjunta dos presidentes Donald Trump e Jair Bolsonaro em 19 de março, Pompeo aponta que Washington dá as boas vindas aos "esforços contínuos" do Brasil em relação a "reformas econômicas, melhores práticas e ambiente regulatório em linha com os padrões da OCDE".

"A carta vazada não representa precisamente a posição dos Estados Unidos a respeito da expansão da OCDE", conclui o chefe da política externa americana.