Publicado em

O aplicativo paulistano PratoChef é uma plataforma na qual as refeições são o destaque, mais do que os restaurantes. Isso porque a ferramenta classifica os pratos, ao invés dos estabelecimentos. A ideia é valorizar cada especialidade e, ao mesmo tempo, ajudar o consumidor que sabe o que deseja provar, mas está em dúvida sobre onde ir.  

Utilizando geolocalização, o app permite que o usuário visualize pratos de locais próximos de onde estiver. O ranking das refeições é baseado no número de curtidas dos clientes.

Para avaliar um prato, o cliente experimenta e, se gostar, abre o aplicativo e deixa uma curtida. Caso a refeição não esteja disponível para avaliação, é possível fazer sugestões enviando uma foto com o nome do estabelecimento para a curadoria do aplicativo.

O idealizador da plataforma e sócio proprietário, Abrão Salomão Neto, explica que a ideia é fazer com que as pessoas conheçam mais os estabelecimentos menores. “Pode ser que o prato que o usuário procura esteja disponível em um lugar não tão óbvio, mas com um ótimo sabor ou até melhor que o do restaurante consagrado, e às vezes mais barato”, acrescenta.

Por enquanto, o aplicativo tem 500 usuários e ainda não está em fase de monetização. O objetivo é atingir uma base de 10 mil clientes na cidade de São Paulo para passar a cobrar por propagandas dos estabelecimentos. 

Atualmente a empresa conta com 20 restaurantes parceiros. O plano para monetizar o negócio é vender créditos aos estabelecimentos – a partir de R$ 60 – a fim de que eles invistam em divulgações e promoções direcionadas, por exemplo, por perfil do consumidor. Quanto mais créditos comprados, mais usuários serão atingidos.

A projeção da startup é de atingir, no primeiro ano, dois mil usuários, 150 restaurantes e faturar R$ 110 mil. Para o segundo ano, a ideia é atingir R$ 380 mil de faturamento, com 10 mil usuários e 350 restaurantes.

Com a utilização frequente da plataforma, o aplicativo passa a reconhecer padrões do usuário e faz sugestões de locais e pratos de acordo com seu perfil. “A ideia é também poder direcionar a publicidade sabendo o que determinado público consome”, diz o sócio proprietário André Bragliola.

Os estabelecimentos também podem buscar o PratoChef para fechar parcerias e cadastrar seus pratos na plataforma. Os restaurantes podem criar anúncios e oferecer descontos e promoções aos usuários por meio do aplicativo.

Disponível gratuitamente para download na Apple Store e no Google Play, o aplicativo, lançado em março de 2018, conta atualmente com mais de 3 mil pratos cadastrados.