Publicado em

A empresa de energia EDP escolheu dez startups para participar da etapa da América Latina do programa Starter Acceleration Program. Nove delas são brasileiras e todas elas desenvolvem soluções de inteligência artificial, big data e energias renováveis.

A Trato foi a única empresa nascente de fora do País que foi escolhida pela iniciativa. A mexicana atua com blockchain para oferecer inovações em processos internos.

Já as companhias brasileiras atuam em diversas frentes no setor energético, desde soluções para o cliente, como a Loud Voice, A Blu365 e o ColabApp. Há três startups com soluções envolvendo inteligência artificial: PixForce, Rio Analytics e a Fhinck.

Por último, a catarinense Thermo-Off atua com energia limpa e a Neras trabalha com smart grids, ou seja, rede elétrica inteligente.

Os empreendedores vão trabalhar no desenvolvimento de projetos-piloto junto à EDP e em julho vão apresentar essas soluções para especialistas da companhia.

As startups que tiverem melhor desempenho vão ter a oportunidade de contar com um stand no Web Summit, um dos maiores eventos de inovação, empreendedorismo e tecnologia do mundo, realizado em Lisboa.