Publicado em

O Sebrae e a empresa gaúcha de componentes plásticos FCC procuram startups que atuem com impressão 3D. O objetivo é desenvolver solados para calçados mais leves e com menor dureza. Três empresas nascentes poderão vencer a disputa e receber, cada uma, até R$ 200 mil para o projeto, que não pode ter duração superior a 12 meses.

Segundo Edital de Inovação para a Indústria, serão aceitas inscrições de Microempreendedor Individual (MEI) e de Micro e Pequenas empresas (MPEs). É necessário ter CNPJ ativo e com até cinco anos de existência.

O desafio para os participantes será viabilizar a fabricação de solados para calçados com borracha termoplástica (TR). Os empreendedores poderão trabalhar também com o Poliuretano Termoplástico (TPU), que conta com uma vasta possibilidade de durezas e elasticidade.

Estes materiais são espécies de misturas entre o plástico e a borracha que resultam em produtos com as propriedades mais vantajosas. Entre elas a resistência, somada à elasticidade, e o menor peso.

As soluções deverão estar associadas à impressão 3D. Será obrigatório o uso de tecnologia de modelagem por deposição fundida, conhecida como FDM (Fused Deposition Modeling, na sigla em inglês). O projeto deverá viabilizar solados com durezas abaixo de 90  Shore  A. Atualmente, calçados comuns apresentam entre 70 e 90 Shore A.

O Edital, que também conta com a parceria com o Sesi e o Senai, tem prazo para as inscrições até o dia 20 de janeiro. A divulgação dos dez pré-selecionados será no dia 31 deste mês.

Na sequência, a FCC e o Senai vão avaliar o um plano de projeto, o Project Model Canvas e o pitch, de até 15 minutos, de cada negócio classificado.

Após as etapas, a divulgação do resultado final será no dia 25 de março. O cadastro está disponível no site http://plataforma.editaldeinovacao.com.br.

A propriedade intelectual ficará com a companhia proponente,  podendo  a  FCC  ter  acesso  e plena, irrestrita e não exclusiva utilização da tecnologia.

Caso nenhuma proposta atenda às exigências dos jurados, não há a obrigação de escolher vencedores.