Publicado em

O Instituto de Cidadania Empresarial (ICE) e o Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID) divulgaram no fim de agosto as nove startups escolhidas para o seu programa de empréstimos e capitalização. A rodada injetará R$ 1,6 milhão nas em quatro aceleradoras e incubadoras das selecionadas, que repassarão 15%, ou R$ 240 mil, às empresas.

Cada startup também receberá R$ 154.086 em empréstimos, que deverão ser quitados em cinco anos com isenção de juros nos dois primeiros anos. Em contrapartida, as instituições fiscalizarão os impactos sociais e evolução econômico-financeira das ações. 

A iniciativa é realizada por intermédio do Fundo Multilateral de Investimentos (Fumim) e visa fortalecer projetos de impacto socioambiental. Neste ano, 70 companhias se inscreveram e 19 foram à fase final.

Deste grupo, três projetos incentivados pela Artemisia foram selecionados, outros três pela Din4mo, dois pelo Porto Digital e uma startup fomentada pela Yunus.

Entre os negócios de impacto social estão a fintech que fiscaliza verbas públicas Muove Brasil, o aplicativo de condomínios SmartSíndico e a startup de agendamento de exames e consultas Pickcells.