Publicado em

Com o intuito de acelerar seu desenvolvimento digital e aprimorar produtos e serviços, a empresa de beleza e higiene Natura criou um programa de startups em 2016 e está colhendo frutos dessa aproximação com empreendedores. Em menos de dois anos, já trabalhou diretamente com 45 empresas nascentes, sendo que atualmente 16 delas prestam algum tipo de serviço para a companhia.

Embora atue com empreendedores desde 2014, a Natura criou dois anos depois um programa oficial, o Natura Startups. De acordo com o diretor de inovação digital, Luciano Abrantes, o objetivo dessa iniciativa é conectar as soluções dos empreendedores com negócios da empresa.

Por meio do site natura.com.br/startups, qualquer empreendedor pode registrar sua empresa e, após uma análise, receberá um feedback. Caso a Natura se interesse pelo produto ou serviço oferecido, a equipe é chamada para se conectar com uma área de inovação.

O diretor de Inovação Digital da Natura, Luciano Abrantes

Os empreendedores não precisam ter soluções na área de beleza e higiene. “A sinergia com a Natura não precisa ser óbvia, só não nos interessa segmentos totalmente opostos, como carros autônomos”, diz Abrantes.

De acordo com o executivo, a companhia não faz investimento direto nessas empresas, mas ajuda os empreendedores a desenvolver a solução. Posteriormente, a Natura testa as soluções e pode contratar o serviço ou comprar os produtos da empresa nascente.

Consumidor final

Algumas dessas parcerias já resultam em benefício ao cliente final. Com a startup Pixel Lab, a Natura conseguiu levar ao mercado um espelho virtual, possibilitando aos seus clientes a experimentação da maquiagem por meio da tecnologia da realidade aumentada.

Esse serviço está disponível na loja do shopping Morumbi, em São Paulo. Seja neste local ou remotamente pelo aplicativo Natura, o consumidor consegue interagir com os produtos de maquiagem e visualizar como seria a aplicação real do produto em seu rosto.

Já nas redes sociais, a empresa nascente Inbot possibilitou que a Natura fosse uma das primeiras empresas do setor, no País, a utilizar o chatbot. Esta aplicação é uma inteligência artificial que opera em aplicativos de mensagens para automatizar respostas. O serviço está disponível desde 2016 e atende seu público 24 horas por dia durante os sete dias da semana.