Publicado em

SÃO PAULO - A startup Livance desenvolveu uma plataforma para locação de consultórios no modelo pay-per-use, no qual os médicos pagam apenas pelo período em que utilizarem o ambiente alugado. A proposta é proporcionar maior flexibilidade e praticidade para profissionais autônomos da área de saúde, 

Para montar a agenda, o médico escolhe os horários e as unidades em que quer atender. A partir disso, a plataforma cria um website para os pacientes poderem agendar consultas. Por meio do aplicativo, o profissional pode ajustar seus horários de atendimento e receber notificações sobre novos clientes.

A startup está negociando parcerias para, no futuro, passar a oferecer também a locação de equipamentos portáteis. Por ora, os ambientes disponíveis para locação não têm todos os equipamentos necessários para contemplar todas as especialidades médicas.

Até o momento, as salas disponíveis são utilizadas por profissionais de 17 áreas da saúde, informa a Livance. Entre elas estão clínica-geral, cardiologia, ortopedia, neurologia, nutrição, fisioterapia, geriatria, pediatria, ginecologia, psicologia e outras.

No início de 2017, ainda em caráter de testes, a startup abriu uma unidade-piloto no bairro da Vila Leopoldina, zona oeste da capital paulista. Em outubro do mesmo ano, inaugurou seu centro de locação oficial na cidade, localizado em Higienópolis, na região central, com 13 ambientes para atendimento médico. 

Além de disponibilizar salas para locação pelo tempo de uso, a empresa também oferece ambientes de coworking para os médicos quando não estiverem em atendimento.