Publicado em

A prefeitura de São Paulo lançou o Programa Empreendedoras Digitais. O evento tem como objetivo capacitar 300 mulheres na área de tecnologia da informação (TI) e investir até R$ 100 mil em cada uma das cinco melhores ideias de negócios.

Os aportes diretos nas melhores qualificadas serão de recursos da Financiadora de Estudos e Projetos (Finep), que também contribui com o programa. Além disso, a prefeitura conta com a parceria do Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações.

Por nota, o ministro da Pasta, Marcos Pontes, disse que haverá um investimento inicial no Empreendedoras Digital de R$ 500 mil para “atender à proposta de formação e preparação dessas novas empreendedoras”.

A exigência é que pelo menos uma mulher seja sócia do negócio ou faça parte do quadro de funcionários das empresas participantes.

Entre as expectativas para o programa está o desenvolvimento de até 30 startups no projeto.

Além da contribuição financeira, as participantes vão contar com 52 horas de imersão e aprendizado com foco em metodologias voltadas ao empreendedorismo.

O programa visa aumentar a participação feminina no setor de TI, já que elas vêm perdendo espaço.

De acordo com um estudo da Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro (Softex), as mulheres ocupam menos de 25% dos cargos nesse setor.