Publicado em

A International Finance Corporation (IFC), subsidiária do Banco Mundial, responsável por prover investimentos no setor privado nos países em desenvolvimento, anunciou ontem que adquiriu 9,9% do capital da Companhia Brasileira de Securitização (Cibrasec) , empresa que adquire recebíveis imobiliários e emite Certificados de Recebíveis Imobiliários (CRIs) para serem vendidos aos investidores institucionais e de grande porte.

O valor da operação - que deve ser concluída nos próximos 90 dias e foi realizada por meio de um aumento de capital - foi de R$ 6 milhões mais um ágio de 0,3% sobre o total pago.

A operação é a primeira iniciativa do organismo internacional no mercado brasileiro de financiamento de imóveis e foi motivada pela forte tendência de alta que já pode ser observada no setor. "Entendemos que o mercado está se expandindo e, por isso, queremos atuar mais no Brasil", afirmou Xavier Jordan, gerente de mercados globais da IFC, especializado no Brasil.

O executivo ainda revelou que o IFC pode investir até US$ 100 milhões no mercado brasileiro de financiamento imobiliário, nos próximos 36 meses. "Devemos liberar empréstimos para a Cibrasec e outras securitizadoras, pois, dessa maneira, além de incentivar o mercado imobiliário, também estaremos desenvolvendo o mercado de capitais".

Nos últimos quatro anos, o IFC investiu entre US$ 300 e US$ 400 milhões no mercado imobiliário da América Latina.