Publicado em

- A pesquisa Febraban de tecnologia bancária 2017, divulgada pela Federação Brasileira de Bancos, mostrou que, com aporte de R$ 18,6 bilhões em 2016, as instituições foram o setor privado que mais investiram em tecnologias no País, com aplicação de recursos em software, hardware, telecom e ferramentas inovadoras, como analytics.

Globalmente, os serviços financeiros no Brasil estão entre os mais avançados, sobretudo devido ao pioneirismo tecnológico do setor. Os bancos por aqui estão mudando a forma como se relacionam com os clientes, promovendo a experiência digital.

Porém, a migração digital traz consigo complexidade e desafios. O incontrolável número de transações eletrônicas e on-line faz com que as instituições financeiras precisem se estruturar de forma certeira. Assim, a tecnologia de armazenamento de dados baseado em flash é uma das possíveis respostas para essa questão.

De acordo com a IDC, entre as vantagens do flash para as instituições financeiras estão a entrega de dados estruturados e não estruturados, a capacidade de lidar com um grande volume de dados, de acelerar as aplicações legadas e melhorar o desempenho dessa infraestrutura, além de habilitar para nuvem o data center.

Podemos acrescentar que a mudança do armazenamento baseado em disco para o flash é apoiada por uma governança corporativa rigorosa. Essa tecnologia consegue diminuir custos de armazenamento com redução de dados, simplifica a gestão e garante continuidade de acesso à informação.

Outra vantagem é seu sistema de proteção de dados. Uma violação de segurança cibernética em larga escala pode levar o setor financeiro a bloquear os sistemas com proteções redundantes, impedindo usuários autorizados a obterem informações importantes. A criptografia usada por alguns sistemas flash oferece uma proteção e bloqueio dos dados financeiros, mas não há backdoors ou lacunas que um hacker possa explorar.

Logo, o flash tem um papel muito importante na condução da transformação digital para a indústria financeira. Ele é capaz de oferecer vantagens competitivas, que não seriam possíveis com o seu antecessor, o disco. Como cita Peter Drucker, "se você quer algo novo, você precisa parar de fazer algo velho".

Enviar um e-mail

vice-presidente e gerente geral para AL da Pure Storage