Publicado em

SÃO PAULO - Apesar de terem vocações distintas, os bancos Banrisul e Pine apresentaram bons resultados e saltos do lucro líquido. O primeiro, com forte atuação no sul, obteve crescimento de 44,7% frente ao ano passado e apresentou lucro líquido de R$ 305 milhões no primeiro semestre de 2010. Na mesma linha, o Pine, especializado em indústrias, mostrou lucro líquido de R$ 67,776 milhões, 57% maior que o registrado no mesmo período de 2009.

Ao DCI, o presidente do Banrisul, Mateus Bandeira, disse que os resultados da instituição estão acima daqueles que analistas projetavam em relatórios. "Vamos manter a meta de crescimento da carteira de crédito entre 22% e 28% para o fim do ano. Já crescemos 16%", enfatizou.

Segundo ele, historicamente o crescimento do banco acontece mais fortemente no segundo semestre. Os ativos totais apresentaram, ao fim de junho de 2010, saldo de R$ 31,1 bilhões, 12,1% acima do registrado em 2009.

O executivo ressaltou que a carteira de crédito atingiu a marca de R$ 15,4 bilhões em junho de 2010, montante que ultrapassa em 28% a posição alcançada em junho de 2009. Cerca de 95% dos empréstimos estão alocados no Rio Grande do Sul. "A concentração se deve ao fato de que 360 prefeituras das 496 existentes têm folha de pagamentos conosco, além do estado. Mas temos crescido em Santa Catarina."

De acordo com Bandeira, há espaço para crescer na modalidade de crédito a pessoas físicas. No comparativo entre junho deste ano e o mesmo mês do ano passado, houve um crescimento de 50,8% da carteira, que chegou a R$ 6, 895 bilhões.

Deste universo, a carteira de crédito consignado corresponde a 59,3%, ou volume de R$ 5 bilhões. "Temos espaço para crescer, pois temos 3 milhões de clientes e apenas metade deles contraiu empréstimo. É um grande universo."

Para Bandeira, o crescimento do consignado não exclui a possibilidade de crescer, nos próximos períodos, em outras modalidades. "Começamos a fomentar o crédito imobiliário e também o destinado a empresas."

Para atrair pessoas jurídicas, o Banrisul apostará suas fichas no mercado de cartões e de adquirência - Banricompras. Ao todo, há 1 milhão de cartões de compras e 100 mil estabelecimentos.

No segmento pessoa jurídica, o saldo das operações alcançou R$ 5 bilhões, com aumento de 15,5%. "Temos recebíveis, capital de giro, entre outros, para negociar. Além disso, desenhados aceitar mais bandeiras. A primeira é a MasterCard. Com isto, já somos a maior rede do sul."

No geral, nos últimos doze meses o crédito imobiliário cresceu R$ 127,2 milhões, ou 12,3%, com saldo de R$ 1, 160 bilhões. O crédito rural, por sua vez, apresentou crescimento de R$ 225,9 milhões ou 24,7% e atingiu saldo de R$ 1, 139 bilhão. Nos empréstimos de longo prazo houve incremento de R$ 167,1 milhões, ou 37,1%, atingindo R$ 617,4 milhões.

O Índice de Basileia do banco sofreu um recuo de 18,4% registrado no primeiro semestre do ano passado para 15,7%. "Temos o índice sem precisar fazer emissões. Não precisamos ainda deste instrumento. Podemos gerar bilhões em crédito com o que temos no momento", destacou.

Pine

O Banco Pine, que é especializado no atendimento a empresas, obteve lucro líquido alcançou R$ 35,6 milhões no segundo trimestre de 2010. O resultado é 63,3% acima do resultado líquido do mesmo período do ano passado, que foi de R$ 21,8 milhões.

Em junho, a carteira de crédito do banco alcançou R$ 5,207 bilhões, com alta de 32,8% em um ano. O saldo de empréstimos a empresas atingiu R$ 4,794 bilhões, 56,3% acima do estoque de junho de 2009.

Segundo o diretor de Relações com o Mercado do banco, Clive Botelho, algumas situações fazem com que o banco tenha boas perspectivas para o futuro. A ausência de concorrentes é uma delas. "Hoje, sete bancos retêm 85% dos ativos no Brasil. Se não fosse o crédito direcionado, os CNPJ sentiriam mais ainda a concentração bancária." Segundo ele, a entrada dos grandes bancos no segmento de middle market não cria forte concorrência.

O fato de ter liquidez no caixa é outro fator que tranquiliza o executivo. "Temos 17 meses de passivos contra ativos de 13 meses. Os prazos estão bons."

Dentre as vantagens destacadas pelo executivo, as operações de hedge se salientaram. As operações de títulos e valores mobiliários e instrumentos financeiros derivativos cresceram 20,5%, saltando de R$ 2, 791 bilhões para R$ 3, 364 bilhões.

Ao todo, o banco Pine possui 950 CNPJs como cliente ativo. "Isso representa um aumento de 12% em um ano. São empresas que respondem por boa parte do PIB brasileiro."