Publicado em

O Brasil sempre nos despertou para novas perspectivas de investimento e negócios, afinal de contas, hoje, são mais de 70 milhões de pessoas utilizando smartphones, 17 milhões em busca de alguma forma de crédito, e além disso, os brasileiros estão em primeiro lugar na liderança dos relacionamentos via redes sociais. Enfim, são dados que aguçam muito a nossa vontade de empreender neste País.

Estamos em operação, com a nossa empresa, há dois anos, e já é possível perceber a familiaridade do brasileiro com as operações on-lines e a sua não resistência de tratar de transações financeiras via Internet. Isto nos lembra muito o case que nos inspira, a Lendo, companhia também de origem Sueca destinada a operar com empréstimos pessoais on-lines naquele país. Lá, esta empresa já opera há 10 anos com muito sucesso, orientando e facilitando o acesso das pessoas aos empréstimos.

Mesmo muito distantes e diferentes, o Brasil e a Suécia têm pontos em comum que facilitam um bom desempenho de nossos negócios. Assim como o sueco, o consumidor brasileiro é ávido por experiências novas e inovações tecnológicas.

Outro fator impulsionador do nosso negócio aqui no Brasil, é que grande parte do perfil que busca por empréstimos na modalidade chamada home equity (um tipo de crédito com garantia de imóvel) tem a intenção de empreender ou até mesmo de realizar investimentos em seus próprios negócios – fato que nos anima já que o empreendedorismo é uma grande força motriz de países em desenvolvimento.

Para o próximo ano, nossos planos continuam a todo vapor aqui no Brasil. Estamos apostando em uma recuperação gradativa da economia doméstica e do poder de compra do brasileiro.

Vamos seguir investindo em novas tecnologias, principalmente, em ferramentas voltadas a segurança, firmando parcerias com cada vez mais instituições financeiras e ampliar a oferta de produtos para aquele público que tem interesse em aplicar em seu negócio, ou até mesmo trocar dívidas mais caras por empréstimo com taxas bem mais baratas.

Para nós, o Brasil é sim um país além da crise econômica doméstica e vem se mostrando um grande mercado em potencial para aplicação de tecnologias cada vez mais eficientes.

Olle Widén é CEO da fintech para negociação de crédito FinanZero

olle.widen@finanzero.com.br