Publicado em

SÃO PAULO - O grupo de investidores anjo GVAngels fez um investimento, junto ao fundo Brazil Venture Capital (BVC), de R$ 600 mil na startup de controle de despesas corporativas Espresso.



No entanto, o membro associado e investidor do grupo Ricardo Fogaça garante que não houve uma parceria entre o grupo e fundo, e que os valores separados não serão revelados. Esse foi o primeiro aporte realizado pela GVAngels.



Fogaça explica que a Espresso não trabalha com algo tão inovador, mas o GVAngels acredita que o mercado em que a startup atua "pode ser bem explorado" e a qualidade da plataforma chamou a atenção.



O investidor também disse que o grupo promove um fórum para novas empresas a cada dois meses. São selecionadas quatro startups para participar do processo de análise e apresentarem seus produtos. 



Após essa etapa, todas poderão ir para o próximo estágio, onde será feita uma pesquisa mais aprofundada dos negócios. O objetivo é decirir se haverá investimento e de quanto em cada um.



"Não há uma restrição para essas empresas, mas existe sim uma preferência por startups que já tenham clientes, um Produto Mínimo Viável (MVP, na sigla em inglês) e que tenham faturamento", acrescentou Fogaça.



O grupo foi criado em fevereiro deste ano por um dos donos da ACE aceleradora, Mike Ajnsztajn. A GVAngels é formada por ex-alunos da Escola de Administração de Empresas de São Paulo da Fundação Getúlio Vargas de (FGV-EAESP).



Em outubro, ocorrerá o segundo fórum da GVAngels. As inscrições vão até o dia 31 de agosto.