Publicado em

A B3 divulgou, ontem, a nova carteira teórica oficial do Índice Bovespa de 02 de janeiro a 04 de maio deste ano, com a entrada de cinco papéis. As corretoras e gestoras, por sua vez, também renovaram suas recomendações para 2018.

As entrantes no Ibovespa são Fleury ON, Iguatemi ON, Magaz Luiza ON, Sanepar UNT e Viavarejo UNT, totalizando 64 ativos de 61 empresas. Os cinco ativos de maior peso são: Itauunibanco PN (10,510%), Vale ON (9,993%), Bradesco PN (7,830%), Ambev S/A ON (6,875%) e Petrobras PN (5,240%).

Para comparação, esses ativos foram os mesmos que apresentaram o maior peso na composição da carteira anterior do índice, que vigorou entre 4 de setembro e 28 de dezembro de 2017.

Os pesos dos ativos que integravam a carteira, porém mostravam pesos diferentes do que a composição atual, com : Itauunibanco PN (10,846%), Vale ON (9,040%), Bradesco PN (8,485%), Ambev S/A ON (7,039%) e, por finalmente, Petrobras PN (4,883%).

Sugestões de papéis

Nessa virada de exercício, o mercado acionário também renovou as carteiras para 2018.

Considerando o quadro político doméstico e as previsões sobre a reformas da Previdência, além dos possíveis cenários internacionais, a carteira da Guide Investimentos, que teve performance de +6,37% em dezembro, realizou duas trocas na carteira: substituindo os papéis da CCR pelas ações da Rumo e as ações do Carrefour Brasil pelas da Ambev.

A carteira da Rico, que avançou 7,61% em dezembro, trocou Bradespar por BB Seguridade, Equatorial por Transmissão Pta. e também modificou a classe de ações da concessionária Sanepar, de Sanepar PN para Sanepar Unit.

A Coinvalores, que atingiu 9,3% de rentabilidade em dezembro trocou apenas os papéis das Lojas Americanas pela rede de drogarias RD.

A carteira da corretora Planner, que valorizou 4,74% em dezembro, trocou as ações da CCR pelos papéis da Braskem.