Publicado em

O Sistema de Cooperativas de Crédito (Sicoob) encerrou o primeiro trimestre de 2018 com um resultado positivo (lucro) de R$ 855 milhões, que representa um acréscimo de 27,4%, com relação ao mesmo período do ano passado.

As operações de crédito líquidas de provisão somaram R$ 44,6 bilhões, alta de 15% em relação ao mesmo período do ano anterior. Os ativos totais também seguiram com avanço e encerraram o primeiro trimestre com R$ 93 bilhões, um crescimento de 15,6% ante 2017. Em patrimônio líquido, o Sicoob completou o período com um montante de R$ 19,2 bilhões, alta de 15,3%, ante o valor alcançado no ano passado.

Depósitos

Ainda no primeiro trimestre, houve registro de avanços de 12,4% em depósitos totais, atingindo R$ 58 bilhões. Em relação aos depósitos à vista, o Sistema cresceu 27,8%, com R$ 11 bilhões registrados. Os depósitos a prazo, por sua vez, somaram R$ 39 bilhões, alta de 11, 1%. Já os depósitos na poupança avançaram 27,6% se comparado ao ano de 2017, registrando R$ 4,1 bilhões.

Nos três primeiros meses do ano, o Sicoob disponibilizou, aos seus 4 milhões de cooperados, 29 novas agências, totalizando 2.724 pontos de atendimento em todo o Brasil, se mantendo como a quinta maior rede de atendimento no País. Ao final do primeiro trimestre de 2018, o índice de inadimplência medido por créditos vencidos há mais de 90 dias ficou em 2,39% com redução de 0,26 ponto percentual o que denota melhora na qualidade das operações e retomada da atividade econômica do País. Já no Sistema Financeiro Nacional o índice de inadimplência foi superior, com 3,3% no mesmo período.

A instituição ainda contribuiu para a redução do desemprego no País, movimento contrário à realidade brasileira, ao expandir em 7,1% os postos de trabalho até o mês de março.