Publicado em

O Produto Interno Bruto (PIB) da construção civil brasileira deve crescer 2% em 2019, segundo projeção do Sindicato da Indústria da Construção do Estado de São Paulo (Sinduscon-SP) e da Fundação Getúlio Vargas (FGV).

Se a estimativa se confirmar, representará o fim de um ciclo de cinco anos de quedas consecutivas no nível de atividade do setor. O PIB da construção encolheu 28% entre os anos de 2014 e 2018. No acumulado dos últimos 12 meses até novembro de 2018, a baixa estava em 2,3%.

A perspectiva tem como base a projeção de um crescimento de 2,5% do PIB nacional. Na construção o nível de atividade deve ser impulsionado, principalmente, pelo consumo de materiais, especialmente por pequenas empreiteiras e por obras domésticas. Esse segmento deve crescer 3,5% em 2019. /Estadão Conteúdo