Publicado em

Com forte atuação nos mercados nacional e internacional, a fabricante de aromas e ingredientes para a indústria alimentícia Duas Rodas, de Santa Catarina, está otimista com a retomada da economia. A empresa projeta avanço de 15% do faturamento em 2019.

“Acreditamos que será um bom ano para o mercado de alimentos. Há uma recuperação do otimismo e projetos de empresas do setor que estavam parados já estão sendo reativados”, conta o presidente da companhia, Leonardo Fausto Zipf.

Fundada em 1925, a empresa catarinense possui sete unidades de produção, sete centros de pesquisa aplicada e um de inovação. A carteira conta com mais de 10 mil clientes e um portfólio de cerca de três mil ingredientes para as indústrias de alimentos e bebidas. Segundo o executivo, a Duas Rodas acaba de consolidar um investimento total de R$ 26 milhões em sua planta de Jaraguá do Sul (SC), possibilitando a empresa triplicar a capacidade de produção de produtos premium para o setor de gelados comestíveis.

Zipf relata que o setor de alimentos passou pelos últimos três anos com dificuldades para crescer. “Ainda assim, o potencial é muito grande. As empresas do setor alimentício no País estão bem estruturadas e nós tomamos a decisão de investir em tecnologias e melhoria de processos produtivos.”

Segundo ele, a planta da Duas Rodas fornece, por exemplo, para sorveterias e empresas que necessitam de ingredientes premium. Zipf explica ainda que existem dois movimentos antagônicos que crescem de forma paralela no mercado brasileiro, o de busca de uma alimentação saudável e o chamado segmento de indulgência. “Durante a semana, as pessoas procuram se alimentar de forma saudável, mas no final de semana acabam procurando opções de alimentos que também deem prazer ao paladar, o que o setor chama de indulgência”, esclarece.

Apesar do potencial de crescimento, a tarefa da empresa para avançar não deve ser fácil. Isso porque este ano, segundo o executivo, foi repleto de desafios. “Além do cenário internacional instável, sofremos muito no mercado interno, com a expectativa do consumidor em baixa impactada, entre outros fatores, pelas eleições.”

Neste sentido, o executivo afirma que a empresa cresceu de “forma moderada”. “Tivemos um avanço em torno de 5,5% do faturamento”, diz.

O crescimento mais expressivo, conforme Zipf, aconteceu nas exportações. A fabricante possui forte atuação internacional, fornecendo para cerca de 30 países. “Nosso maior crescimento vem do mercado externo”, salienta.

Perspectivas

O executivo da Duas Rodas afirma que, apesar do otimismo para 2019, o presidente eleito Jair Bolsonaro terá que concretizar as promessas de campanha. “O novo governo precisará demonstrar que tem condições de colocar seu discurso em prática. Temos a expectativa que ele deve conseguir, mas temos que aguardar.”