Publicado em

No cenário de recuperação da economia, 58% das empresas abertas em 2017 são prestadoras de serviço, sendo que comércio e indústria ficaram em segundo e terceiro lugar, com 31% e 11%, de acordo com as categorias do Sebrae. Os números foram consolidados a partir de pesquisa realizada pela Unitfour, fornecedora de dados para o mercado.

Dentre as regiões, o Sudeste – que abriga cidades como São Paulo, Rio Janeiro e Belo Horizonte – registrou 48% dos novos empreendimentos em 2017. No mesmo período, as regiões Sul e Nordeste apresentaram 16% e 13%, respectivamente. Ao longo do ano, o segundo semestre foi o de maior abertura de novos negócios, com 52%, representando um aumento de 4% em comparação com os primeiros seis meses, sendo que agosto e outubro somaram cerca de 19% do total. Embora a taxa de abertura de empresas tenha caído 21% em 2017 em comparação com 2016, 2018 já começou com melhores resultados. O mês de janeiro registrou alta de 69% na criação de companhias em relação a dezembro, com prestadores de serviço em evidência (64%).