Publicado em

SÃO PAULO - A produção de chocolate começou a apresentar sinais de melhora com os dados preliminares até setembro, informou nesta terça-feira (7) a Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab). No acumulado de janeiro a setembro de 2016, a produção avançou 13% ante o mesmo período do ano anterior, para 393,4 mil toneladas, .



"Começamos a recuperar a produção de chocolate e os esforços das indústrias foram essenciais para proporcionar o índice de aumento", declarou o presidente da Abicab, Ubiracy Fonseca. A projeção para a produção e venda de chocolates na Páscoa deste ano ainda não foi divulgada pela entidade.



De acordo com a Abicab, o volume de chocolate para a Páscoa de 2017, data mais importante do ano para o segmento de chocolates, ainda está em produção. "No ano passado, foram produzidas 14,3 mil toneladas de chocolate para a data, o equivalente a 58 milhões de ovos de Páscoa em todo o País", destacou a Abicab. O volume, entretanto, é menor do que 19,7 mil toneladas fabricadas para a data em 2015.



Consumo



O mercado brasileiro ocupa o quinto lugar no ranking global de chocolate com um consumo per capita anual de 2,5 quilos. "Entre os brasileiros, 63% possuem o hábito de presentear com chocolates nesta data", revelou a Abicab, com base em uma pesquisa encomendada pela entidade ao Ibope.



De janeiro a setembro de 2016, o consumo aparente de chocolate no Brasil cresceu 12,2% para 391,8 mil toneladas.