Publicado em

ADVOCACIA - BRASÍLIA - O juiz federal Gustavo Moulin Ribeiro, da 5ª Vara Federal Cível de Vitória, decidiu, em mandado de segurança impetrado pelo Sindicato dos Advogados do Espírito Santo, limitar o valor da anuidade fixada e cobrada pela seccional da Ordem dos Advogados do Brasil (OAB) no estado ao máximo previsto na Lei n. 12.514/2011. Com a decisão, que vale para todos os advogados inscritos na OAB-ES (filiados ou não ao sindicato), a anuidade cairá de R$ 697 para R$ 500.